Categorias
Agenda
setembro 2012
S T Q Q S S D
« ago   out »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Telelista
Link´s

Arquivo para setembro, 2012

                                É como eu gostaria de ser por algum tempo, e observar a visibilidade que se esconde atrás do ser, e conviver vivenciando para entender porque às coisas acontecem todos os dias esdruxulamente sem uma razão plausível, coisas que se sucede diariamente com todos os tipos de pessoas, será que evoluímos? Ou o processo desta evolução ainda não chegou, apesar de tantos propalarem o novo, e o que é o novo? Será que um dia já foi velho, e transformaram para buscar a melhoria do ser na sua visibilidade aparentemente invisível, procuro há anos entender, e permaneço na minha visibilidade sem encontrar a razão destes acontecimentos constantes sem nenhuma razão de ser, se deixou de ser velho, para transmutar no novo, e com o pacto feito há muitos anos, para uma nova era de novos tempos de brandura e louvor para cumprir o prometido, que em breve tempos o ter se transformaria em ser, para a gloria e a benção de todos. O amistoso querendo ficar invisível para entender os que propalam o ter, mesmo antes de aprender o verbo ser, que é a consciência maior para a evolução, como um ser pensante voltado para os propósitos de DEUS.

                                     

             Bem distante da chamada civilização, para sentir o esplendor da natureza, o perfume das flores, o orvalho da noite, tomar banho na cachoeira, dormir em baixo de uma árvore e em uma tarde ensolarada, ouvir o cantar dos pássaros, tomar banho no rio límpido com água cristalina para sentir fluir os meus pensamentos, que veem constantemente para dizer através das palavras, à dificuldade que sinto como um ser pensante, mais sufocado por tantas novidades que se apresentam a cada segundo, que nem tenho tempo de respirar para entender o novo e conviver com tantas novidades, mesmo antes do hoje.

             Será que não sou mais deste planeta? Se não sou, já está na hora de recolher-me na minha caverna escura, à espera da claridade chegar e conviver com os meus bichos prediletos: A águia que representa um novo renascer, o carneiro a mansidão, e o leão que representa a força para inspirar-me em um novo renascimento como um ser, que veio para conhecer o desconhecido. O ser humano do desenvolvimento da nova tecnologia, que a cada dia vem representando o tudo pode até mesmo se transformar em breve, em transumano ou na inteligência artificial.

            O amistoso avisa, o que um dia foi utopia para uns, se transformou em verdades, que alguns vivenciaram e ainda estão vivos e imaginando como era o antes, e depois o que será? Você sabe, ou fica na sua nulidade dizendo eu sei.

 

              É um vai e vem, saindo prefeito e entrando, e nada acontece há anos para a melhoria da capital mais antiga do Brasil.

               Mais se tratando do nosso país, que ainda pintam a cara de urucum, tudo pode, até prefeito João de barro se eleger por dois mandatos, mais se não gostam de política tem que viver a onde? Eu é que não sei, mais os soteropolitanos gostam desses tipos que deitam e rolam na grama e nada faz e sai como jiboia de barriga cheia abanando o rabo à espera de outra presa. Nesta terra de todos os santos acontece de tudo, mais os donatários do politicamente pode tudo, controlam os apedeutas que sempre afirmam que se votar não vai adiantar nada será? E aí, vão ficar a espera do que eu é que não sei e você sabe, ou será que fica na sua nulidade de sempre afirmando que não gosta de política e mais uma vez será governados por quem? Será que depois de anos de luta por uma democracia ainda não aprenderam a lutar pelos seus direitos e vão deixando Salvador cada vez mais na UTI sem o direito de sobreviver como uma capital, que é o berço da nação brasileira, com mais dignidade e respeito pelos os soteropolitanos digno de uma cidade melhor administrada, essa juventude robotizada está tão atrasada de entender o que não se entendia desde as capitanias hereditárias, que os silvícolas nem eram considerados como gente, ou vão ficar como robôs à espera de uma nave para o resgate final.

               O amistoso avisa se não aprender a lutar pelos seus direitos, a democracia irá se transformar em anarquia em pouco tempo, e essa juventude que tem tudo para ajudar na transformação, vai pagar com juros altos pela sua nulidade.

                    Eu não sei se você sabe, ou nada quer saber o que todos sabem será? Não sei se estou de olho virado, ou estou vendo demasiadamente que estamos vivendo um momento em que a democracia no Brasil, descamba para a anarquia, não só na política, mais em quase tudo. Um país que ainda não está preparado para o crescimento, vai pagar com altos custos, pela não participação do seu material humano, para conquistar seu lugar definitivamente como uma potência mundial.

           O Brasil está mais para a anarquia de que para uma real democracia, porque não oferece nenhuma sustentabilidade para as políticas de base, para o seu crescimento, (já passei pelo milagre brasileiro na década de setenta), aonde o seu crescimento chegou ao patamar de dez por cento ao ano e depois da farra, pagou bem caro pela sua incompetência, pois não há renovações e liderança em quase todos os estados. As raposas velhas que participaram do milagre e continua no poder, o tempo está acabando e o apedeuta aqui, à espera do milagre dos peixes, se não plantaram árvores boas para dar bons frutos, o que podemos esperar dessa tal de sustentabilidade insustentável, a não ser que inventem mais impostos, porque este ano já ultrapassemos a casa de um trilhão, e no próximo ano você sabe? Ou nunca quis saber, se não gosta de política esperem para ver depois que a farra do boi acabar, será que vão ficar novamente com o pires na mão, como alguns países europeus que chamavam o Brasil de subdesenvolvido e agora José, será que esses ditos cujos não servem de exemplo. Cuidado que as ondas estão subindo e pode chegar mais alto do que podemos imaginar, não sei se disse o que sei e nem o que nada sabia mais se tratando da pátria amada Brasil, tudo é possível.

 “O PREÇO A PAGAR PELA TUA NÃO PARTICIPAÇÃO NA POLÍTICA É SERES GOVERNADO POR QUEM É INFERIOR.”

– PLATÃO. 428-347 AC.

Quem tem confiança no seu potencial, tudo na vida torna-se mais fácil, mais a falta de confiança em se, torna a pessoa frágil para enfrentar os obstáculos que vai encontrar ao longo do tempo de sua vida. Portanto, em primeiro lugar deve ter um conhecimento bem mais profundo em relação a você, mesmo antes do outro para evitar que viva na nulidade sem se reconhecer como um ser que veio cumprir o prometido mesmo antes do seu nascimento. Essa falta de confiança, leva certas pessoas a ter muitas decepções no decorrer de sua estada aqui.

Eu já vim antes, ciente do prometido, preparei-me para as adversidades dessa passagem desde o nascimento até a morte física, que para outros é dor e tristeza, mas para um águia é um novo renascimento para o engrandecimento de uma nova vida, o nascimento é um momento difícil para um recomeço que se apresenta com várias surpresas a todo instante até a sua morte que é a sublimação do ser que sai com o seu dever cumprido do seu comprometimento.

A confiança é a solidificação sua e de seus relacionamentos. O amistoso sem pretensões, apenas dita o que vem em sua mente, para dizer o dito que pensa que sabe, do que nada sabe mais não se enclausura dentro do seu eu sem dizer nada.

 

 

Previne doenças, é nutritiva possui ferro, potássio e proteínas, pode ser consumida pelo menos uma vez por dia.

             A maioria gosta principalmente os atletas, o Brasil é um país que produz em abundância e é um grande consumidor, ela agrada a maioria das pessoas, principalmente nos países sul-americanos, depois da globalização passou a ser mais conhecida e ser vista de outra maneira, podendo contribuir muito para a saúde das pessoas que consome, já foram feitas diversas pesquisas sobre ela e com muito sucesso, ela faz parte de um grupo seleto. É uma musa surpreendente , seu corpo é uma formosura, macio e de dar água na boca.

           Quem faz o seu uso diariamente, dizem que prolonga a vida, rejuvenesce e mantém a forma dos frequentadores de academia.

           O amistoso recomenda: descubra e faça uso enquanto é tempo.

Esta festa da igreja católica, em homenagem a Jesus, não é o que se pensa que é, mas se tratando em amealhar um pouco mais a igreja católica trocou a boa morte, por um bom fim, é assim que o povo mais antigo se cumprimentava quando passava um funeral na subida da colina, as pessoas que assistia, desejava uma boa morte, aí, construíram uma igreja e batizaram com o nome de nosso Senhor do Bonfim para conquistar o povo, mais o que tem Jesus com essa homenagem tão fúnebre, se teve um fim tão perverso e dramático, eu não entendo o que se entendia e qual era o fim e você sabe? Será que comemoram com festejos, o fim de Jesus, ou o principio do nosso salvador, é difícil de entender o que se entende ou o que se entendia, com os anos as coisas ficam mais complexas para os que não conhecem a história, ir para uma festa desejando-lhe uma boa morte ou um bom fim, deveria ser triste ir ao bom fim para ter uma boa morte, é como os baianos comemoram a sua boa morte, ou o seu bom fim, todos os anos, com muita alegria e comemoração louvando o nosso senhor do Bonfim, uma boa morte, ou um Bom fim, eu não sei se disse o que sei e nem o que sabia, mas, você sabia ou não? O amistoso tentando mais uma vez interpretar o dito dos infalíveis que sabem de tudo até mesmo comemorarem a morte de Jesus jubilosamente com um bom fim.

 

 

 

JÁ QUE FALAMOS DA VIDA, precisamos falar também da morte, que é uma diferente modalidade de vida, e até que não muito diferente, sobre certos aspectos.

À medida que a existência prossegue e crescemos e nos casamos e envelhecemos, pessoas queridas vão morrendo á nossa volta, há pouco falava eu de minha mãe, que partiu a um tempo em que eu já adulto razoavelmente instruído acerca da realidade espiritual, estava convencido de que a separação é apenas temporária mais também pode ainda durar alguns anos, pois também eu, como todas as pessoas renasci programado para voltar à dimensão de onde vim.

A vida aqui é apenas um estágio de aprendizado e trabalho, etapa de um ciclo evolutivo, como os diferentes níveis de ensino das escolas que frequentamos.

Acredito que vamos sendo aprovados em testes, sabatinas, exames vagos, escritos e orais, vestibulares, mestrado ou doutorado, vamos seguindo em frente, rumo a novos patamares, um dia será o da “formatura”, espécie de colocação de grau de cósmicas dimensões, a partir da qual não mais teremos de voltar ao que, na conhecida prece católica se chama “vale de lágrimas”. Teremos, por essa época, escapado para sempre ao que os místicos orientalistas chamam “roda da encarnação”.

A caminhada prosseguirá daí em diante, mais estaremos atados, de tempos em tempos, a corpo físico que nos impõe tantas limitações, a fim de que possamos realizar esse longuíssimo curso em que aprendemos o abc da vida dizia Monteiro Lobato que a morte é apenas uma mudança de estado: passamos do sólido ao gasoso.

           Quando você conhece e convive seja no trabalho, na família ou mesmo fora, esses se você for inteligente, saberá conviver melhor, mais sempre tem alguma surpresa, mesmo que esteja muito preparado para os que não conhecem esses sim é que são as verdadeiras armadilhas, convivendo ou não convivendo. O ser humano ainda é um ser em evolução, portanto, é um desconhecido que pensamos que conhecemos. Mesmo os mais próximos e os menos próximos, quando menos se espera, é aí que as coisas acontecem muitas vezes de quem você mais confiava. O homem é um desconhecido, porque nem ele se conhece ainda, a sua capacidade de se transformar em outro é uma questão de momento, todos sabem o que eu dito, é convivendo e apanhando de baixo e de cima, e convivendo participando das coisas e aprendendo sempre, que entendemos porque as coisas acontecem do nada, na cabeça desse animal ainda desconhecido que é o ser humano. A cada dia conhecemos menos e mais, porque a todo instante, tomamos conhecimento daquilo que imaginávamos que não podia acontecer. Daí, chegamos à conclusão, prefiro os demônios que conhecia dos que não conheço.

O amistoso já viu cobra engoli boi no mesmo pasto, e sair abanando o rabo de barriga cheia até a próxima vitima.

Sai do casulo e fiz a minha metamorfose, na minha caminhada conheci um novo mundo no início era luz, mais com o passar do tempo veio chuvas e tempestades, o sol brilhou por alguns anos, mais depois chegaram os dias difíceis, aí chegou à criação para dar novo sentido às novas vidas. Momentos de grande ansiedade e de muita responsabilidade para os que veem como adultos, mais, nascendo como criança, para se cuidar e participar por um período longo ou curto de suas vidas, para cumprir o prometido por alguns anos, e ajudar no seu crescimento para completar o seu ciclo de uma nova vida, cuidando e ajudando para dar os primeiros passos, com muito amor, suor e lágrimas, mais venci a batalha do comprometido ao prometido. Neste momento, à luz vai ficando opaca e aos poucos vou retornando com o dever de ter compartilhado com outras vidas, que seguem dando o seu brilho as outras, que um dia irão fazer o mesmo ciclo. Retorno de outra maneira e sem a alegria dos primeiros dias, e dos primeiros anos da juventude, das conquistas e da consagração do amor. Ficou o ter, e no fim, sem o brilho dos já criados. Viverei os meus últimos momentos, com júbilo de um retorno no ser, ciente de um novo renascimento, para a gloria final.

O amistoso que mais uma vez, em um breve tempo, irá ao reencontro da luz universal, que brilha constantemente para todos independente de raça ou cor. (DEUS).

Publicidade
Visitas
Tempo