Categorias
Agenda
agosto 2016
S T Q Q S S D
« jul   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Telelista
Link´s

Arquivo para agosto, 2016

           O que um dia brotava tantas coisas e era fácil, mais de um momento para o outro, pela primeira vez encontro-me sem palavras para expressar o que está dentro de minha alma, penso mesmo que já está cansada de sua morada e que este templo não lhe serve mais para o seu habitat.

          Quer voar para o novo, por que o velho, já está cansado da vida vivenciada e vivida, mas no entanto, ainda quer permanecer até o tempo de “DEUS”, se renovar para continuar a ditar o que pensa sobre as coisas que poderiam ser mais simples, para se viver até o seu momento final aqui em baixo, mais não sabemos aonde tudo vai terminar, ou continuar de uma outra forma em cima, é este mistério que gostaria de saber neste enigmático cosmo, será que continuamos caminhando em busca desta luz universal “DEUS”, ou somos apenas poeiras dos universos que o vento vai levando, sem noção de espaço e de tempo.

         É assim que penso se ainda existo debaixo deste arco-íris, esperando as águas baixarem, este pacto que já duram muitos anos, essas coisas é para se pensar e continuar pensando sem nada entender, nem no antes e nem no depois, e o que virá? Você sabe não é? E se não quer dizer o que sabe ou nada sabe do que sabia, e fica dizendo por aí eu sei será?

        Quem diria que alguém fosse encontrar um morango no nordeste, com um sol de 50 graus, a música estava corretíssima, mais eu tinha minhas dúvidas, por que normalmente se encontra mais é no sul.

         Mais acontece que encontrei o verdadeiro morango, fiquei encantado por que estava bem escondido, mais a espera de alguém de longe para provar o seu doce mel ele tem uma cor que só encontramos na “ÍNDIA”, que passa a ser moranguinho, por que o seu tamanho é um pouco menor, mais de um sabor incomparável e quando for provado, parece uma fruta dos “DEUSES”.

           Você AZLE, amorzinho íntegra e única, e a última e especial menina mulher menina de uma voz inconfundível, deixando transparecer este amor incondicional.

          No início eu procurava pelo caminho e encontrei diversas frutas e de várias cores e sabores diferentes, mais faltava algo para preencher um vazio solitário e carente, mais tinha que encontrar o que estava por dentro, depois de muita busca, vejo bem na minha frente uma fruta pequena mais recheada por dentro e capaz de saciar o meu gosto e dar-me prazer, subir uma montanha para encontrar no local mais alto, este moranguinho como se fosse a primeira fruta que já tivesse provado em uma vida de existência e já com uma certa idade, aí encontrei: VOCÊ, VOCÊ E VOCÊ “AZLE”o meu moranguinho do “PIAUÍ”.

           PRA MELHORAR O DIA OS 5 “AS”:

 

                           AGRADECER,

                          ACREDITAR,

                          APRENDER

                          ALEGRAR,

                          AMAR.

        As pessoas tentam aplicar no seu cotidiano, estes dois monossílabos de fácil expressão, mas no entanto, não é tão fácil de ser aplicado dá maneira mais apropriada, uns tentam agradar com o sim, quando deveria dizer não, mais para satisfazer, e não, de sua consciência, diz também sim, e aí vem o arrependimento por ter dado o sim, o não na realidade é mais importante do que o sim, por que um não bem dado, deixa a sua consciência em paz.

          Já o sim, é bem mais complicado, por que muitas vezes é dado pelo coração e não pela razão e a certeza de um sim que muitas vezes deveria ser não, por isso o sim leva a sua vantagem, por que sempre agrada, mais aí é que está a questão entre o sim e o não.

         O sim é concordante, mais o não, não é, por isto ele é mais importante na maioria das vezes. Nesta minha visão, na atual educação, o sim sem se preocupar em dizer não, está aí uma parte desta nova geração do sim que tudo pode, e o que vemos são gerações, deixando de realizar suas metas e seus objetivos predeterminados e estabelecidos, visando o seu futuro. É só retornar a educação dos anos sessenta, em que o “BRASIL” tinha mais cultura do que o de hoje, apesar das faculdades, essa geração já está velha e a nova aonde está? Eu é que não sei e você sabe não é? Pois é: Temos aí um atraso de mais de cento e cinquenta anos e quem vai resolver está questão: Se ninguém quer ser “BRASILEIRO”, é só olhar pra ver como estamos andando, para trás igual aos caranguejos, com tantas faculdades e a modernização com a nova tecnologia, e onde estão os novos representantes desta nação continental chamada “BRASIL”? você sabe, então procure e analise, por que aí está a questão “DO SIM E DO NÃO”, começar do começo.

simm

Publicidade
Visitas
Tempo