Categorias
Agenda
dezembro 2016
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Telelista
Link´s

Arquivo para dezembro, 2016

             Nunca sabemos o nosso porto seguro só DEUS é quem sabe aonde vamos estacionar, passei por muitos lugares tive muitos encontros e desencontros, quando penso que já estacionei, aí vem o recomeço, como se fosse o começo de um novo caminhar mesmo no depois do antes, a vida é uma dádiva de DEUS, nunca sabemos o nosso destino final, por que só ele sabe e reserva para aqueles que acreditam e tem fé e esperança, mesmo no momento que lhe parece que é o fim, mesmo depois de espinhos pela estrada da vida, ele com o seu amor lhe deixa recomeçar do começo.

        Mesmo na adversidade do seu caminhar de desesperança, mais ele reconhece o seu filho, na simplicidade do seu amor ao seu pai VERDADEIRO DEUS, e lhe revela que depois de muitas pedras no meio do caminho, aparece uma flor e lhe dá um novo rejuvenescimento par viver ainda por muitos anos, na fé e no amor, e em encontrar um final feliz.

 

caralho

              Os antigos barcos a vela portugueses tinham este nome e provavelmente o “SENHOR CABRAL” veio em um destes caralhos e aqui encontrou um pau que tinha uma cor vermelha e logo batizou a terra descoberta de “PAU BRASIL” e através dos caralhos transportaram todos os paus sagrando o oceano com seus “CARALHOS”.

          Foi aí que começou a exploração pela prole que aqui deixaram, todos sabem que foram os marginais, abriram as prisões e mandaram para o quinto dos infernos, que era na época o “PAU BRASIL” e depois mudou o nome para “BRASIL”, botaram tanta lenha na fogueira que depois de mais de quinhentos anos continua queimando num tal de planalto.

         Pois é: Os silvícolas ficam ainda nas suas redes só olhando a lenha queimar e as labaredas são tão imensas, que atinge todo continente, quem vai jogar água nesta fogueira que já passou dos quinhentos anos, você sabe e não quer falar, neste caso vai ficar lenhado, sem cumeeiras, nem eira e nem beira, por que desta vez o bicho pegou grandes e pequenos será? Quero estar vivo ainda para ver esses ladrões de gravata na cadeia.

       Água mole em pedra dura tanto bate até que fura, desta vez as coisas ficaram pretas, os silvícolas tem que sair de suas redes e ir para as ruas de verdade mesmo, por que poderá não encontrar nem água para beber.

Publicidade
Visitas
Tempo